30 de dezembro de 2011

Eu desejo feliz ano novo pra todo mundo




E isso que acabei de escrever não é só uma figura de linguagem ou uma forma de expressão, é um desejo sincero e real, é uma utopia mesmo. Sei que não vai acontecer, sei que esse não vai ser um feliz ano novo pra todo mundo, talvez nem sequer seja um feliz ano novo para alguém. Sei que o mais provável é que esse seja um ano como os demais, com dias e horas felizes e dias e horas infelizes distribuídos de forma aleatória pela vida das pessoas, das comunidades, dos países. Sei que provavelmente essa distribuição aleatória de dias e horas felizes e infelizes provavelmente será feita de forma desigual e injusta na maioria dos casos, como tem acontecido sempre e desde sempre pelo que eu saiba. Mesmo assim reitero meu desejo porque ainda nos é permitido sonhar:

Eu desejo um feliz ano novo pra TODO MUNDO !
E, juro, esse todo mundo inclui você!

29 de dezembro de 2011

A INTERNET: BEM OU MAL?





Eu em geral não gosto muito de quando alguém dá uma negativa, uma afirmativa ou uma restrição absoluta. Quase sempre essas posições acabam por se mostrar incorretas. O "Nunca", o "Com certeza", o "Somente", o "sem nenhuma chance" e outras palavras e expressões do tipo costumam ser a primeira alternativa a ser eliminada como correta em uma questão de múltipla escolha, principalmente na área de humanas. Ainda estamos engatinhando, não dá para dizer do que a internet pode ser capaz; infelizmente, como quase tudo, para o bem e para o mal. "Quem viver verá", como diz o "Velho deitado".

SOBRE A CADEIA ALIMENTAR




Se um deus bom e todo poderoso criou a cadeia alimentar, onde é mesmo que está a bondade ou o "todopoder" desse deus? Não consigo entender como as pessoas podem chamar bom um deus que tivesse criado DO NADA todo esse espetáculo de horror. Você pode dizer que, quanto a isso, não pensa muito em deus, a mim me parece que esse "Não pensar" confirma minha opinião de que muitas pessoas preferem se recusar a pensar para não ter que admitir que estão acreditando numa total impossibilidade por puro egoísmo: Preferem pensar em deus só para agradecer pelas coisas boas que acontece com elas e esquecem de pensar deus diante de todas as coisas ruins que acontecem com todos os outros seres vivos do planeta.

AINDA SOBRE AS COTAS




O que eu sempre digo a respeito desse assunto é: "Concordo com quase todos os argumetos utilizados pelas pessoas que são contra as cotas. Mas mesmo assim, sou a favor!". Que a educação precisa melhorar, que o professor precisa ser valorizado, que deveria existir mais vagas nas universidades, que deveriam admitir mais professores... Tudo isso é fato mais do que falado, é tema de reivindicações e é verdadeiro desde muito antes de eu entrar no magistério. Quanto tempo mais as pessoas menos favorecidas terão que esperar se não existirem as cotas?

RESPEITO ÀS MULHERES




Não tive filha, mas ensinei meu filho a respeitar a mulher como ser humano capaz, e não foi difícil porque meu filho sempre teve uma personalidade linda. Funcionou tão bem que ele esta casado com uma mulher dessas; do tipo a quem a gente pode, como diziam os antigos: "tirar o chapéu". Eu fico feliz demais de ver que meu filho não procurou uma esposa, encontrou uma companheira.

CONVERSA COM UMA AMIGA (MAIS PRA “PUXÃO DE ORELHA”)




Amiga: você comentou que me achava tão legal e articulada que não entendia como eu ainda (observe o "ainda") era religiosa. (...) confesso que fiquei sentida (...) é muito fácil generalizar se a gente exclui do "grupo do qual a gente é contra" todo mundo que é legal pra deixar os que não são (...) porque não fazer o contrário, dizer que todos os religiosos seriam gente boa com exceção dos escrotos que agiram mal com você mas eles não contam?

Minha resposta: Acho que não posso generalizar ao contrário, como você sugere, porque a instituição a qual você aderiu (ou da qual participa, ou seja lá como você chame) não chega, em termos de moral, ética e tolerância, nem nas barras de suas saias. E, posso estar errada, mas não consigo pensar de outro modo, o normal é julgar a maioria pelos preceitos do grupo do qual essa maioria faz parte por escolha, pelo menos a maioria que não vimos mostrar ser diferente desse grupo. Não diria que isso que acabei de dizer vale para todos os tipos de grupos, teria que pensar melhor a respeito antes, mas acho que para as religiões vale sim. O que eu digo é que conheço muitas pessoas que são muito superiores à religião que professam. Não posso inverter isso, não sei como poderia.

SOBRE A INCLUSÃO DE ALUNOS COM NECESSIDADES ESPECIAIS NA ESCOLA PÚBLICA




Sou totalmente a favor da inclusão. Porém tenho visto sérios problemas a respeito: Primeiro que nós, professores, com raríssimas excessões, dentre as quais eu não me incluo, não estamos preparados para lidar com alunos que tem necessidades especiais. A gente tenta, a gente procura fazer o melhor que pode, a gente usa a nossa sensibilidade e o nosso "carinhômetro" ligado em 220V para lidar com eles, mas sempre sentimos (pelo menos eu sinto) que não é suficiente, que a escola deveria ter alguém com conhecimento na área para nos dar apoio e orientação, e a escola quase nunca (ou nunca) tem. O segundo problema é que muitas vezes as escolas não inserem claramente esses alunos como sendo casos de inclusão, não orientam os professores nesse sentido (parece que muitas vezes nem mesmo o diretor da escola tem conhecimento de que determinados alunos são casos de inclusão) e por conta disso esses alunos são reprovados muitos anos seguidos e acabam tendo o problema da diferença idade-série, que acaba criando dificuldades de adaptação. E as contínuas reprovações diminuem ano a ano a auto estima desses alunos. Já vi muitos casos assim.

ATIVISTAS DE COMPUTADOR




Em importantes manifestações populares SÓ o teclado não basta, pelo menos não por enquanto e do futuro não sabemos. Mas o teclado TAMBÉM ajuda. Imaginei algo assim: Tem uma manifestação em Sampa e eu estou no Rio, não posso comparecer, mas, via teclado, posso colaborar - e muito eu diria - incentivando pessoas que estão em Sampa a irem e até dando mais ânimo àquelas pessoas para que participem de forma mais efetiva. Se eu faço isso, vou me sentir decididamente ofendda quando alguém me chamar de "ativista de teclado" e me acusar de estar "no conforto da minha cadeira pensando que posso mudar o mundo".

SOBRE A PARTÍCULA “DEUS”




Já li alguma coisa sobre essa tal "partícula deus" mas de verdade nunca dei a mínima. Sem menosprezar de forma alguma os avanços da física, acho esse nome TÃO inadequado que involuntariamente ele me causa risos. Uma partícula, ou até uma mente, que fosse responsável pela existência da matéria, pela existência da energia, pela existência da vida, pela existência da "alma" ou de seja lá mais o que for que se possa pensar, na minha opinião teria que ter outro nome, jamais se chamar Deus.



Agora, se você falar em Bóson de Higgs, aí sim, eu vou me interessar... não vou entender muito, mas vou me interessar.

ATEU FALA MUITO EM DEUS




Eu sempre digo que, para ateus, falar em deus às vezes não é uma ação, é uma REação. Os religiosos falam tanto em deus e se metem em tantos lugares que é impossível para um ateu não reagir. Até nos lugares onde menos deveriam interferir, que são a ciência e o Estado, eles não só interferem como querem ditar suas normas. Se ELES "ficassem na deles", talvez nós, ateus, nem lembrássemos de falar sobre esse assunto.

SOBRE NÃO COMER CARNE




Eu não como carne. Não porque não goste (eu adoro!), não como porque decidi não comer, simples assim. Mas no mesmo momento em que decidi não comer carne decidi também não "encher o saco" de ninguém por isso. Compro e preparo a carne que meu marido come e vou a churrascos com amigos sem nenhum problema. Acho que vegam parece demais com religião, e porque não gosto de religião não sou e jamais serei vegam.

Mas tem outro motivo pra eu não ser vegam: odeio trabalhos domésticos (todos incluindo cozinhar) e adoro comer em restaurantes, lanchonetes e padarias! Vegam, pelo que sei, prepara a própria comida (e dá muito trabalho!).

RELIGIOSOS X ATEUS




Existem religiosos decentes e sem preconceitos e ateus decentes e sem preconceitos; esses dois conseguem debater e conversar, conseguem inclusive ser amigos, estão de lados opostos no que diz respeito a crenca mas desarmados porque não são radicais. E tem religiosos fundamentalistas e preconceituosos e ateus fundamentalistas e preconceituosos, esses são iguais, não sabem debater nem conversar, só ofender e odiar.

SOBRE O ABORTO




Eu acho que a grande maioria das pessoas é contra o aborto. Eu sou contra o aborto! Mas sou a favor, e muito, da legalização do aborto. Esse é, e tem que ser, um ultimo recurso quando os outros falharam ou por alguma razão não puderam ser usados. Acho que nenhuma mulher quer usar aborto como anticoncepcional, o que precisa é que elas tenham o direito de fazer aborto quando ELAS, pelos motivos que só dizem respeito a elas, decidem que querem fazer. Simples assim.

A BONDADE DE DEUS E O TITANIC




Deus é tão bom e tão justo que afundou um navio com centenas de pessoas a bordo porque UMA delas disse que ele não poderia fazê-lo. Havia crianças e religiosos no navio que nem sequer sabiam que alguém tinha “desafiado” deus, mas isso não parece tê-lo comovido.

Daí se pode concluir que se você for um fiel praticante e "temente" a deus você esta seguro...

Desde que não viaje em um navio que alguém disse que deus não afundará ou em um avião que alguém disse que deus não derrubará.

Ah, e você corre o risco de estar em um prédio que alguém disse que deus não implodirá, ou até de morar em uma cidade que alguém disse que deus não destruirá.

Caraca meu, você tá ferrado!

O HOMEM NO MUNDO




Todo indivíduo, principalmente quando não consegue se alienar na religião, se sente sozinho, perdido e desajustado algumas vezes na vida. A sociedade foi criada pelo homem, mas não foi criada por MIM, a natureza e o universo estão a minha volta, estão em mim e sou eu. Quando cheguei tudo já estava aqui desde muito, inclusive cada átomo que compõe meu corpo. Sou uma poeirinha prepotente e impotente... É muito mesmo pra pensar, e pra pirar! Mas, depois de pensar nisso e sentir-se meio enjoado, apavorado e tonto como se estivesse rodopiando em um furacão; acho que o mais sensato que a gente pode fazer é responder a essa sua pergunta da seguinte maneira: O HOMEM FICA JUNTO COM O HOMEM. Para mim a resposta para tudo é a gente se unir com as pessoas e viver com e para as pessoas porque o ser humano como raça é terrivelmente vergonhoso, mas existem indivíduos - felizmente muitos - que são como garimpos; se a gente souber procurar, sempre encontra algum tesouro.

SOBRE PENA DE MORTE




A pena de morte é coisa da Idade Média, uma sociedade que se diz civilizada não deveria sequer discutir isso. Não diminui criminalidade, não resolve nenhum problema social e não pune culpados com recursos para pagar pela liberdade, via bons advogados ou via mais crimes. E, acima de tudo, A PENA DE MORTE MATA INOCENTES. Pra mim só esse último fato torna a pena de morte uma solução que só pode ser dada por pessoas que não pensaram bem no que estão falando. E tem o sistema. Qual sistema legal do mundo é confiável? Quem foi mesmo que disse que a lei é uma teia de aranha que prende as moscas e deixa que passem os pássaros? Olhei no Google e descobri que foi Anacársis; não sei nada sobre ele, mas sei que está certo. E as moscas serão sempre os pobres, os simples, os negros. Os pássaros, precisa dizer quem serão? E aposto que haverá bem mais moscas inocentes do que pássaros.

RELIGIOSOS ATEUS




Às vezes fico "caraminholando" aqui com meus botões: Um cara feito o Pedir Mais Cedo só pode ser ateu; fico muito triste por ter essa escrota companhia, mas se ele realmente acreditasse que existe um deus que vai mandar para queimar no inferno por toda a eternidade todos os filhos da puta do planeta, como é que ele conseguiria ser TÃO filho da puta? Acho que ele pelo menos tentaria fingir, pra deus, que não é filho da puta, talvez mais ou menos como fez a madre Teresa de Calcutá. Vocês não acham que faz sentido?

23 de dezembro de 2011

CONVERSA COM UM AMIGO CRENTE




Amigo: Pena que você não consegue sentir... é tão bom...

Minha resposta: Pra mim, sentir deus nao seria bom. Seria sentir a suprema injustiça e só me daria raiva, muita raiva. Eu odiaria deus se visse a mínima possibilidade de ele existir. Felizmente estou livre disso e posso viver em paz.

Amigo: Mas mesmo assim você é feliz, não é? Você é capaz de se sentir bem? de ver um por do Sol e achar bonito? De ver uma criança sorrindo e aquilo te fazer bem de alguma forma? Você é capaz de dar carinho e aconchego a alguém e se sentir bem com isso? Você gosta da sensação da alegria? Saber de uma boa notícia e ficar eufórica e feliz? Isso que é o mais importante. Se não você se transforma em uma pessoa amargurada. Não precisa acreditar em Deus, mas acredite em energia pelo menos. Isso é ciência...

Minha resposta: Eu consigo tudo isso. E sim, no geral sou muito feliz. Mas se eu acreditasse que minha felicidade foi dada por deus, eu teria que acreditar também que a infelicidade de milhões de pessoas foi dada por deus, e eu o odiaria por dar a mim o que negou a tantos. Não sei gostar de injustiça mesmo se for favorecida por ela.